Maldição Hereditária Existe?

O entendimento sobre maldição hereditária existir ou não e se tem base bíblica gera grande polêmica entre os cristãos.

Um dos textos que muitos usam para argumentar está em Êxodo, entre os Dez Mandamentos: “visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração”.

Mas por que Deus visitaria a iniquidade sobre a terceira e a quarta geração? Existe maldição hereditária?

Maldição Hereditária

Maldição Hereditária Existe?

Para abordarmos sobre a existência ou não da maldição hereditária, vamos ao texto de Êxodo?

“Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos até à terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem e faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.” Êxodo 20:4-6

Primeiro você precisa ter em mente que iniquidade é aquele pecado que já se tornou um hábito, que não dói mais em que o pecador não segue pelo caminho de arrependimento.

Também é muito importante você entender o que é maldição. E para entender maldição, precisamos ter em mente que é o oposto de bênção.

Entendendo Bênção e Maldição

De onde vem a bênção? A bênção vem de Deus.

E de onde vem a maldição? Apesar de ser costumeiramente associada a ações demoníacas, como em títulos de filmes, a maldição também vem de Deus.

Assista a este vídeo com ensinamentos sobre maldição hereditária, a partir de 3:25, em um treinamento de líderes de Libertação e Batalha Espiritual, ministrado pelo pastor Lobo.

Segundo o pastor Lobo afirma em seus ensinamentos:

  • Libertação não é expulsar demônio, mas tirar o lixo de dentro da pessoa.
  • Não há maldição hereditária, mas iniquidade aprendida e assimilada, gerando como sintoma a maldição.
  • O mundo espiritual é terreno fértil: semeou, vai colher. Cessou a iniquidade, cessou a maldição.
  • Medo é a fé no diabo. Mantém a porta de legalidade, a iniquidade permanece, gerando maldição.

O pastor Oswaldo Lobo é conferencista reconhecido e atua no Ministério de Libertação da Igreja Batista Alameda em Curitiba, onde é pastor auxiliar e membro desde 2002.

Se você deseja assistir ao vídeo 1 deste treinamento, clique aqui.

Abençoar significa autorizar a prosperar. Amaldiçoar caminha no sentido oposto.

“Eis que, hoje, eu ponho diante de vós a bênção e a maldição: a bênção, quando cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, que hoje vos ordeno; a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do SENHOR, vosso Deus, mas vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes.” Deuteronômio 11:26-28

“Se atentamente ouvires a voz do SENHOR, teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o SENHOR, teu Deus, te exaltará sobre todas as nações da terra. Se ouvires a voz do SENHOR, teu Deus, virão sobre ti e te alcançarão todas estas bênçãos…
(…)
Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do SENHOR, teu Deus, não cuidando em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos que, hoje, te ordeno, então, virão todas estas maldições sobre ti e te alcançarão” Deuteronômio 28:1-2; 15

Se você fizer um pouco de esforço, se lembrará de pecados e de calamidades recorrentes de geração em geração em uma família conhecida. Talvez até na sua.

A maldição é consequência da iniquidade. Se um filho aprende com seus pais alguma prática iníqua, naturalmente, ele viverá as mesmas consequências, as mesmas maldições.

A bênção é consequência da obediência. Se um filho aprende com seus pais a amar a Deus e guardar os seus mandamentos, ele viverá as mesmas consequências, as mesmas bênçãos.

A Maldição da Lei

Na dispensação da Lei, as promessas de ameaças de maldições eram bem maiores do que as promessas de bênçãos.

Na Nova Aliança, os cristãos são resgatados não apenas das ameaças e maldições da Lei, como também têm recebido maiores e superiores promessas, relativamente à Antiga Aliança, conforme está escrito em Hebreus.

“Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é ele também Mediador de superior aliança instituída com base em superiores promessas.” Hebreus 8:6

Os que estão debaixo da maldição da Lei são aqueles que não estão em Cristo, por não terem sido resgatados da maldição pela nova vida e o conhecimento de Deus e da Sua vontade, que alcançaram por meio da fé nEle.

A maldição da Lei revela, portanto, mesmo aos israelitas sob o antigo pacto, que não é o fato de ser descendente de Abraão segundo a carne que garante a bênção de Deus, senão um conhecimento de Deus e um caminhar em conformidade com a Sua vontade.

Logo, as maldições são o oposto das bênçãos prometidas.

Jesus Tratou Sobre a Maldição Hereditária

Caminhando com Jesus, os discípulos levam ao Senhor uma questão bem semelhante ao que se tem pregado nos dias atuais sobre maldição hereditária e que provavelmente muitos erradamente criam naquele tempo.

Este entendimento errôneo dos discípulos provavelmente tinha base no dito popular que já havia sido desfeito em Ezequiel e Jeremias.

“Veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Que tendes vós, vós que, acerca da terra de Israel, proferis este provérbio, dizendo: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram?” Ezequiel 18:1-2

“Naqueles dias, já não dirão: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram.” Jeremias 31:29

Jesus rapidamente desfaz aquela errada interpretação do que os discípulos entendiam que havia na vida daquele homem.

“Caminhando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos perguntaram: Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele as obras de Deus.” João 9:1-3

Conclusão

Então, podemos observar que o que existem são iniquidades aprendidas entre as gerações de uma família. E, para as iniquidades, existem as maldições como consequências. É assim que eu entendo e é assim que eu creio.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” 1 João 1:9

Se houver arrependimento, confissão de pecados, não existirá iniquidade e não existirá a maldição.

E qual o seu entendimento sobre maldição hereditária? Comente e compartilhe com seus amigos. 

Que o Senhor te abençoe e te guarde! Que Ele te conduza e governe a sua vida! Você tem acesso!

5 (100%) 1 voto

Aprenda em Estudo GRATUITO Como RENOVAR SUA VIDA ESPIRITUAL Com 3 Princípios Bíblicos SIMPLES e PODEROSOS

Geraldo Augusto

Filho de Deus, amigo do Espírito Santo, discípulo de Cristo, marido, pai, servo, pastor, designer, desenvolvedor e empreendedor digital.

Website: http://vocetemacesso.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge