A Crise no Brasil e o Posicionamento da Igreja

Muita coisa tem acontecido em nosso Brasil: crise política, crise econômica, crise moral, crise ética, crise na saúde, crise na educação. São escândalos de má gestão e de corrupção envolvendo legisladores, governantes e ex-governantes, políticos e empresários nas esferas municipal, estadual e federal.

Sem falar na tentativa ilegal de acabarem com a importância e os valores da família, como a ideologia de gênero e tantas outras ações.

Lembrando que nós, povo de Deus, não estamos em crise, nós estamos em Cristo! Escrevi sobre isto neste artigo sobre princípios bíblicos para superar a crise.

Para você, qual o posicionamento a Igreja deve adotar diante de tudo isto?

A Crise no Brasil e o Posicionamento da Igreja

A Crise no Brasil e o Posicionamento da Igreja

Certo dia, participei de um evento para líderes em que dois destes fizeram orações totalmente opostas sobre o mesmo assunto. Foi pedido a eles que orassem pela cidade.

Um líder orou dizendo que não intercederia pela cidade porque tudo o que estava acontecendo era cumprimento bíblico e que apenas pedia que a Igreja fosse preservada.

O outro líder orou totalmente diferente. Em um posicionamento de quem entende a autoridade da Igreja de Cristo sobre a terra, conduziu a todos que ali estavam a interceder e entrar em guerra espiritual contra as ações malignas que têm assolado aquela cidade.

Qual deve ser o posicionamento da Igreja de Cristo? A passividade com a posição de não interceder e de se fechar na “bolha gospel”, configurando uma omissão espiritual, ou a posição de filhos de Deus que conhecem a autoridade delegada à Igreja para interferir no mundo espiritual?

Para mim, é algo muito claro: estamos em guerra e como Igreja precisamos interferir no mundo espiritual!

Sinceramente, não creio que as manifestações do dia 13/03/2016, por elas mesmas, transformarão ou serão o pontapé da transformação da nação brasileira.

“Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranqüila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” 1 Timóteo 2:1-4

Hoje, 11/03/2016, passados alguns dias da condução coercitiva e um dia após o pedido de prisão preventiva de nosso ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fui muito impactado em meu TSD, tempo a sós com Deus, devocional.

Louvor Congregacional Como Arma de Guerra

Seguindo o plano de leitura bíblica, eu me deparei com determinados textos que para mim deixaram muito claro que a principal ação que o povo de Deus deve tomar em nossa nação é a de interferir no mundo espiritual.

Números 21:14-18
14 Pelo que se diz no Livro das Guerras do SENHOR: Vaebe em Sufa, e os vales do Arnom,
15 e o declive dos vales que se inclina para a sede de Ar e se encosta aos limites de Moabe.
16 Dali partiram para Beer; este é o poço do qual disse o SENHOR a Moisés: Ajunta o povo, e lhe darei água.
17 Então, cantou Israel este cântico: Brota, ó poço! Entoai-lhe cânticos!
18 Poço que os príncipes cavaram, que os nobres do povo abriram, com o cetro, com os seus bordões. Do deserto, partiram para Matana.

No tempo de guerra, quando chegaram à Beer (que em hebraico significa poço, fonte), Deus mandou Moisés reunir o povo prometendo que daria água. O povo, então, em fé, começa a cantar ao poço, declarando que dele brotasse água.

Isso aponta claramente, que em tempos de batalha devemos estar juntos, congregar; e também nos mostra que o louvor congregacional é uma arma de guerra instruída por Deus a nós, que traz cura, que faz brotar água em meio a tempos secos.

Na versão Nova Tradução na Linguagem de Hoje, lemos: “Este poço foi cavado pelos líderes, foi aberto pelos chefes do povo, com os seus bastões de comando e com os seus bordões.” Números 21:18a (NTLH)

Na versão Almeida Corrigida e Revisada Fiel, lemos “Tu, poço, que cavaram os príncipes, que escavaram os nobres do povo, e o legislador com os seus bordões Números 21:18a (ACRF)

Ou seja, um poço que estava seco e que foi cavado pelos líderes do povo, pelos chefes do povo, pelos legisladores, através da autoridade simbolizada por cetro, bastões de comando, bordões.

As situações difíceis, de secura, causadas pelos nossos políticos e lideranças da nação serão revertidas pelo SENHOR quando o povo de Deus se reunir para adorar. Está claro isso para você?

Continuando a leitura bíblica de hoje no TSD, havia um outro texto, Salmos 33 que só confirma aquilo que a Palavra de Deus já estava dizendo. Coloco o texto na íntegra para você o ler.

Salmos 33
1 Exultai, ó justos, no SENHOR! Aos retos fica bem louvá-lo.
2 Celebrai o SENHOR com harpa, louvai-o com cânticos no saltério de dez cordas.
3 Entoai-lhe novo cântico, tangei com arte e com júbilo.
4 Porque a palavra do SENHOR é reta, e todo o seu proceder é fiel.
5 Ele ama a justiça e o direito; a terra está cheia da bondade do SENHOR.
6 Os céus por sua palavra se fizeram, e, pelo sopro de sua boca, o exército deles.
7 Ele ajunta em montão as águas do mar; e em reservatório encerra as grandes vagas.
8 Tema ao SENHOR toda a terra, temam-no todos os habitantes do mundo.
9 Pois ele falou, e tudo se fez; ele ordenou, e tudo passou a existir.
10 O SENHOR frustra os desígnios das nações e anula os intentos dos povos.
11 O conselho do SENHOR dura para sempre; os desígnios do seu coração, por todas as gerações.
12 Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança.
13 O SENHOR olha dos céus; vê todos os filhos dos homens;
14 do lugar de sua morada, observa todos os moradores da terra,
15 ele, que forma o coração de todos eles, que contempla todas as suas obras.
16 Não há rei que se salve com o poder dos seus exércitos; nem por sua muita força se livra o valente.
17 O cavalo não garante vitória; a despeito de sua grande força, a ninguém pode livrar.
18 Eis que os olhos do SENHOR estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia,
19 para livrar-lhes a alma da morte, e, no tempo da fome, conservar-lhes a vida.
20 Nossa alma espera no SENHOR, nosso auxílio e escudo.
21 Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome.
22 Seja sobre nós, SENHOR, a tua misericórdia, como de ti esperamos.

Nós devemos nos reunir para usar nosso louvor congregacional como arma de guerra que trará a restauração de Deus.

No versículo 1, vemos que ao povo de Deus, à Igreja de Cristo, fica bem louvar ao Senhor.

Nos versículos 2 e 3, vemos que deve ser uma celebração com instrumentos musicaiscom um novo cânticocom nosso melhor, em excelência e alegria.

Mas por qual motivo devemos nos congregar para louvar e adorar a Deus? Vemos nos versículos 4 e 5 que é porque a Palavra de Deus é reta e fiel, não muda; e porque Deus ama a justiça e as coisas corretas.

Quando nos congregamos, nosso louvor evidencia que a nossa confiança está no Senhor e na Palavra de Deus que não muda e que transforma injustiça em justiça, aquilo que é errado naquilo que é correto.

Você há de concordar que dá para discernir um plano maligno no Brasil, certo? No versículo 10, vemos que Deus frustra estes planos. E, no versículo 11, vemos que o conselho e os planos de Deus são para sempre.

E, mais… no versículo 12, vemos que se a nação tiver a Deus como o SENHOR, será feliz.

Os versos da canção Pra Cima Brasil de João Alexandre, que já se tornou um clássico nosso, nos diz:

“Brasil olha pra cima
Existe uma chance
De ser novamente feliz
Brasil há uma esperança!
Volta teus olhos pra Deus,
Justo Juiz!”

Está gostando do artigo? Então cadastre seu e-mail abaixo para se juntar a vários leitores abençoados do Você Tem Acesso e ser o primeiro a receber novos conteúdos, aprender como ler a Bíblia e crescer espiritualmente.

Aprenda Como RENOVAR SUA VIDA ESPIRITUAL Com 3 Princípios Bíblicos SIMPLES e PODEROSOS

Arrependimento, Choro e Oração

O Senhor pode e quer sarar a nossa terra, o Senhor pode e quer sarar a nossa nação. Precisamos nos quebrantar, nos arrepender e interceder pelo Brasil.

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” 2 Crônicas 7:14

Escrevendo agora, eu me lembrei da canção Deus Sara Essa Nação da Comunidade de Nilópolis que é um outro clássico, tão cantado nas congregações, e surgiu como uma oração pelo nosso país. Você é desse tempo?

Nesse mesmo evento com líderes que participei e citei acima, fui muito confrontado, limpo e edificado pela mensagem ministrada pela pastora Heleonora Nunes, do ministério Resgatadores de Identidade, com base em Joel 2:17.

“Chorem os sacerdotes, ministros do SENHOR, entre o pórtico e o altar, e orem: Poupa o teu povo, ó SENHOR, e não entregues a tua herança ao opróbrio, para que as nações façam escárnio dele. Por que hão de dizer entre os povos: Onde está o seu Deus?” Joel 2:17

Algo que precisa começar com os líderes espirituais do povo, sacerdotes que ministram diante do Senhor, que ao retornarem para suas casas permanecem na presença de Deus, que limpam o altar da oferta contaminada e choram pelo povo.

A Igreja Precisa Se Posicionar Espiritualmente

Pessoal… está na Bíblia!!! Não é pelas manifestações públicas, não é pela simples indignação, pelas reclamações ou por partidarismos.

O papel da Igreja é abrangente, muitas atitudes civis nós precisamos tomar porque somos cidadãos brasileiros, precisamos interagir com a sociedade em que vivemos, claro.

Mas o ponto de partida, precisa ser o posicionamento espiritual da Igreja de Cristo.

Ano passado, numa viagem que o apóstolo Roberto Senna fez ao Brasil, conversamos por um tempo sobre a atual conjuntura mundial e brasileira. Ele vive há muitos anos na Espanha, atua no ministério de intercessão e está a frente do ITS Guiné Bissau.

O apóstolo Senna me contou que, na sua penúltima viagem ao Brasil, havia ficado estarrecido com a sonolência espiritual em que ele havia encontrado a igreja brasileira.

Ele me disse: “Pastor Geraldo Augusto, a igreja no Brasil está dormindo! Mas graças a Deus, que nesta última viagem tenho visto alguns líderes despertos para a realidade.”.

Creio fortemente em meu espírito e com a minha razão, com base nas Escrituras Sagradas, que é no ajuntamento do povo de Deus, em humilhação, quebrantamento, arrependimento, choro, louvor, adoração e intercessão que veremos a nossa nação transformada!

“Como ribeiros de águas assim é o coração do rei na mão do SENHOR; este, segundo o seu querer, o inclina.” Provérbios 21:1

A partir daí, acontecerão os desdobramentos na sociedade. Para mim, é muito claro que o Senhor deseja transformar a sociedade pelas famílias que vivem a cultura de Deus. Famílias estas que formam as congregações. Mas isso é assunto para um outro papo.

Para você, qual o posicionamento que a Igreja deve adotar? Comente abaixo o que você pensa e compartilhe com seus amigos.

Que o Senhor abençoe a nação brasileira e a guarde! Que Ele conduza os brasileiros e nos governe! O Brasil tem acesso!

Avalie este artigo

Aprenda Como RENOVAR SUA VIDA ESPIRITUAL Com 3 Princípios Bíblicos SIMPLES e PODEROSOS

Geraldo Augusto

Filho de Deus, amigo do Espírito Santo, discípulo de Cristo, marido, pai, servo, pastor, designer, desenvolvedor e empreendedor digital.

Website: http://vocetemacesso.com.br/

4 Comentários

  1. Jaison

    Muito bom o seu artigo, muito bem escrito e esclarecedor gostei bastante.

  2. Jorge Oliveira

    Gostei muito da forma com você Geral aborda o assunto, da bastante detalhes e deixa tudo muito claro. A igreja realmente precisa se posicionar mais com a sociedade e participar mais ativamente dos problemas sociais.

    Abraço.s

    • Jorge, obrigado por seu comentário.

      Além do posicionamento espiritual, a Igreja pode atuar com ações efetivas no dia-a-dia da sociedade. Para isto, os recursos são fundamentais.

      Sejam os recursos financeiros que podem vir de cristãos que sejam empresários tradicionais ou mesmo aqueles que preferiram criar negócio online, ou sejam por profissionais capacitados por formações técnicas ou universitárias que souberam como fazer um TCC sem drama. 😉

      Deus te abençoe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge